Sobre




Garota, 16 verões colecionados e enterrados na areia da praia.
Gosto do que é incomum. Do que é inconstante. De desenhar. De assistir filme. De descobrir música nova.
Gosto do cheiro de mar. Gosto do mar em si. Da ideia de imensidão. Gosto de muitas ideias.
Gosto de viajar. De piano. De sol. De observar os outros. 
Gosto de abrir os olhos e absorver tudo sobre um lugar de uma vez só. 
Gosto de fotografar. Manter as memórias boas. As ruins posso queimar.
Gosto das pessoas que não conheço. Daquelas que você vê na rua ou na fila da padaria. 
Gosto de construções antigas exatamente por serem antigas. Gosto da arquitetura. De pensar que muita gente já viveu ali. De imaginar a vida de quem já viveu nessas construções. Criar personagens que vou esquecer daqui cinco minutos. Deve ser por isso que também gosto de cemitérios. Eu gosto de tudo o que não conheço.




Gosto de ler. Leio de tudo.
Ao mesmo tempo que odeio poesia também amo. Odeio porque não consigo entender e amo porque não consigo entender. Se eu não entendo então pode ser qualquer coisa. Se é qualquer coisa, dá a ideia de infinito. E essa ideia de não ter fim me agrada muito.
Como todo mundo, tudo o que eu quero é ser feliz. Ser livre. 
Tenho medo de ser esquecida. De ser ignorada. De perder (em geral). Do escuro.
Sou alguém que acredita na vida fora da Terra. Sou alguém que ama Natal principalmente por causa das luzes. 
Sou alguém que se importa com os detalhes. Alguém que chora vendo filme ou lendo mas não chora por motivos normais. Alguém que sonha em conhecer uma plantação de Girassol.
Sou alguém que se tranca em casa. Alguém que se tranca pra fora de casa. No sol. Alguém que deita na grama pra olhar as nuvens. Alguém que não gosta de frio. Mas que ama chuva. Alguém que ama dormir com tempestade. Que acha que o barulho de trovão faz tudo melhor.
Sou alguém sem um talento. Não tem nada de incomum em mim. Nada de extraordinário. Sou só uma pessoa normal. Só mais uma na multidão. 
(Alguém que odeia tudo o que faz. Incluindo este texto.)

E, ah, meu nome é Nathanny.

2 comments:

  1. Natha, seu blog tá lindo! Amei os posts e os textos! Não tenho um para seguir mas vou acompanhar sempre!
    Saudades de vc, SBO diminiu a quantidade de risadas desde que vc saiu hahahah (as minhas, em maioria)
    Volta pra cá sempre que puder, e me avise! Seria muito bom te ver de novo!!
    Beijos e saudades!!
    Fernanda Fontes (=

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ai Fer, que legal! Adorei ver seu comentário aqui, to com a maior saudade! Não precisa ter blog pra seguir não viu, pode ser ou pelo twitter ou por e-mail eu acho :)
      Obrigada pelos elogios, também quero te ver de novo! Pode deixar q aviso sim :)))

      Delete